Liberte-se das amarras o passado!
Nilda Carvalho

Nilda Carvalho

Psicóloga e Terapeuta de EMDR

Liberte-se das amarras do passado!

Para termos uma vida emocionalmente saudável é necessário curarmos as feridas emocionais do passado.

Por mais que tentamos evitar as lembranças traumáticas, elas se fazem presentes na nossa vida se manifestando por meio das doenças emocionais:

  • Ansiedade;
  • Depressão;
  • Medos;
  • Fobias;
  • Dificuldades nos relacionamentos;
  • Dificuldades de aprendizado;
  • Timidez;
  • Sentimento de desamor, desvalia, insegurança e incapacidade;
  • Crenças negativas a nosso respeito que limitam a nossa vida e outras patologias emocionais.

Independente do nome que dermos para o sofrimento, só o ser humano traumatizado pode dizer o que se passa e as vezes, ele mesmo não encontra palavras para descrever o que está acontecendo.

Por isso acabam por dizer frases como: “Na teoria eu sei, mas na hora de fazer…”, “Eu não sei por que faço isso”, “Eu sei que não devia sentir-me mal, mas não consigo me sentir bem.”, “Eu sei que tudo isso é passado, mas eu não consigo esquecer, lembro-me como se fosse hoje.”, “Não adianta desabafar, parece que as coisas só pioram, eu não tenho saída”.

O trauma acarreta um grande desperdício de energia impedindo qua a pessoa tenha uma vida leve e feliz.

A solução do problema não se dá através de aconselhamento e sim da dissolução do trauma a nível neuroquímico.

Na terapia EMDR, utilizamos recursos de estimulação bilateral dos hemisférios cerebrais que reprocessam as lembranças traumáticas, mudando a percepção delas neuroquimicamente onde estão armazenadas no cérebro.

Por meio desse reprocessamento ocorrerão mudanças nos sentimentos e atitudes associados àquela experiência e surgirão novos comportamentos mais engrandecedores e saudáveis. 

EMDR – Terapia de reprocessamento das lembranças traumáticas por meio da estimulação dos hemisférios cerebrais através dos movimentos oculares.

Cuide-se! Invista em você!

Não deixe de buscar ajuda de um psicólogo.

Gostou do Conteúdo? Comente, Compartilhe.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp